bg_decoracao
bg_decoracao

Inbound Marketing: Faça os clientes virem até você

Inbound Marketing: Faça os clientes virem até você
Postado em 03/08/2021. Última edição em 26/09/2021.

Também conhecido como Marketing de Atração, o Inbound Marketing é uma estratégia de marketing que possui como base a ideia de criação e compartilhamento de conteúdo para um público-alvo específico. Ele foge um pouco da publicidade tradicional e foca mais na conexão com esse público-alvo por meio de três pilares: marketing de conteúdo, redes sociais e SEO (Search Engine Optimization). Em suma, é uma estratégia que faz com que as pessoas certas cheguem até a empresa através da melhor mensagem possível, facilitando a apresentação do seu produto ou serviço e podendo transformar tal pessoa, agora um lead, em um cliente fidelizado e promotor da sua marca.

No Inbound Marketing, é o cliente que procura pela empresa e não o contrário.

Alguns dos benefícios dessa estratégia incluem um relacionamento mais próximo com o cliente, já que você consegue alcançar o público certo, um encurtamento no ciclo de vendas, redução de custos e aumento do ticket médio. Estimativas apontam que o Inbound Marketing é cerca de 62% mais barato que o marketing tradicional, principalmente em tempos atuais onde o engajamento em redes sociais é tão grande que mesmo campanhas não patrocinadas podem atingir excelentes resultados, dependendo de seu público-alvo.

No Inbound Marketing, é o cliente que procura pela empresa e não o contrário

Para tornar o Inbound Marketing possível, é preciso saber em qual fase de interesse os clientes em potencial estão em relação ao produto ou serviço. Para avaliar isso, é utilizado um método chamado de “Funil de Vendas”, onde no topo desse funil se encontra o público geral, aquele que não conhece muito bem sobre o que precisa, e cuja estratégia exige um conteúdo deve ser mais generalista, já que a ideia aqui é informar esse possível cliente e guiar ele até a sua empresa.

A próxima etapa é a de informar os potenciais compradores utilizando assuntos mais aprofundados e específicos sobre o tema abordado. Essa etapa é conhecida como “meio de funil”. Um exemplo do funcionamento do funil é o nosso conteúdo sobre marketing digital: abordamos temas mais generalistas de topo de funil, como a importância de ter um site, de estar presente nas redes sociais, e também de como otimizar o site para que ele apareça na primeira página de resultados do Google, ou como usar o seu site para gerar valor nos seus clientes. O fundo de Funil é a etapa onde o serviço ou produto é oferecido de fato, como os nossos planos de sites, o serviço de e-mail marketing, nossos cases de sucesso, etc.

É importante qualificar o seu público e ir guiando ele desde a parte mais genérica até as discussões mais profundas para aí sim, mostrar como os seus serviços e produtos solucionam os problemas do comprador em potencial.

Conheça as 5 etapas para executar o processo de Inbound Marketing corretamente

Toda boa campanha de Inbound Marketing ainda segue um conjunto de ações que viabilizam e otimizam o processo de marketing:

- Atrair: Gere conteúdo que atraia sei público-alvo para seu ambiente. Seja posts de blog, publicações em redes sociais, técnicas de parceira... não importa. O fundamental é ter um público para converter;

- Converter: Agora que temos um público, precisamos identifica-lo. Você pode oferecer uma recompensa (como assinatura de newsletter, ou e-books...), ou até mesmo fazer uso de ferramentas de redes sociais já existentes, como o Facebook Pixel. Dessa forma, os números que você tinha agora se transformam em pessoas, para as quais você pode vender seu produto ou serviço;

- Relacionar: Nem todo público-alvo que você coletou está pronto para adquirir seu produto ou serviço. Pense bem: você sempre compra tudo na primeira visita à loja? Não né. De acordo com Chet Holmes, grande pensador do Marketing, em qualquer momento da sua campanha apenas 3% do seu mercado em potencial está buscando por uma solução, ou seja, está na etapa de Decisão de Compra. Você precisa fazer seu público-alvo tomar atitudes que identifiquem o quão determinados eles estão em adquirir seu produto. Isso pode ser feito com E-mail Marketing, Automação de Contatos, dentre outras práticas;

- Vender: Essa é autoexplicativa. Ao identificar os indivíduos de seu público-alvo que estão mais suscetíveis a comprar seu produto ou usufruir de seu serviço, você direciona um conteúdo ‘matador’, aquele que vai fazer o indivíduo tomar a decisão final de compra. Quanto maior o preço do produto/serviço, mais próxima deve ser a aproximação com o indivíduo;

- Analisar: Agora que você coletou muitos dados de atração, conversão, relacionamento e vendas, é necessário aprender com o processo. Seja através de ferramentas próprias, ou até mesmo ferramentas prontas como o Google Analytics, você deve garantir que sua campanha continue a ser executada da forma mais eficiente possível, afinal, só volume não resolve nada.

Se você gostou desse texto e quer receber as novidades sempre que publicarmos algo, siga-nos em nossas redes sociais para não perder nada. E se quiser saber mais sobre o assunto, solicite um orçamento e conheça nossos planos de Mídias Sociais para ajudar seu negócio a crescer produzindo conteúdo de valor na internet.

Por Aislon Alcântara, edição por Michel Isoton

ÚLTIMAS DO BLOG

Tudo o que você precisa saber sobre Marketing Digital e WEB, para fazer sua empresa prosperar no mundo digital!

Certificados de Segurança: O que são?
Carregando...

Certificados de Segurança: O que são?

Leia Mais
Google Chrome e o Fim dos Cookies de Terceiros
Carregando...

Google Chrome e o Fim dos Cookies de Terceiros

Leia Mais
O que o seu negócio precisa para crescer na internet?
Carregando...

O que o seu negócio precisa para crescer na internet?

Leia Mais
Voltar ao Topo