bg_decoracao
bg_decoracao

Integrando seu site com redes sociais usando OpenGraph

Integrando seu site com redes sociais usando OpenGraph
Postado em 02/02/2022.

Não é segredo algum que as redes sociais mudaram a forma como as pessoas utilizam a internet. Não é exagero também considerar que as redes sociais impactam todos os dias, direta ou indiretamente, a forma com as pessoas vivem: comunicação, socialização, notícias, compras… a gama de aspectos em que as redes sociais se inserem hoje em dia é ilimitada. De acordo com o portal StatusBrew, estima-se que o número de usuários ativos em redes sociais tenha passado de 4,5 bilhões (considerando a quantidade de contas). Essas pessoas passam, em média, quase duas horas e meia por dia interagindo com conteúdo presente ou oriundo de redes sociais. 


Hoje em dia, mais de 60% dos clientes esperam que negócios ofereçam alguma forma de serviço pelas redes sociais, e pode-se mensurar que mais de 90% dos usuários já interagiram com negócios por esse meio. Seja curtindo, compartilhando, comprando, opinando... não importa. O simples fato de seu negócio estar presente nas redes sociais já contribui para que sua marca seja reconhecida e tenha mais valor. 


As redes sociais mais populares, atualmente, são o Facebook e Instagram, ambos pertencentes á Meta. De acordo com estatísticas coletadas, pode-se assumir que o Facebook possua cerca de 2,9 bilhões de usuários ativos mensais, e Instagram não fica muito atrás: cerca de 1,4 bilhões de usuários utilizam mensalmente a plataforma de publicação de fotos. Com uma base de usuários desse tamanho, estas redes sociais tiveram de se adaptar para suportar a grande quantidade de negócios que passaram a fazer uso do ambiente virtual. A possibilidade de criar uma página para seu negócio, por exemplo, é o recurso mais básico que sua empresa pode utilizar para interagir com seus clientes. A veiculação de campanhas com publicações impulsionadas também é uma forma de deixar sua marca mais em evidência. 


Com o tempo, percebeu-se a necessidade de permitir que negócios integrem seus ambientes online próprios à plataforma das redes sociais. Por exemplo, a possibilidade de fazer publicações automáticas em suas páginas, de criar catálogos de produtos ou serviços e divulgá-los de forma programática, ou até mesmo o uso de inteligência artificial para o atendimento via chat online na página da revenda na rede social. E ainda: a possibilidade de compartilhar conteúdo de negócios, presente fora da rede social, dentro da rede social. Para esse último recurso, foi desenvolvido o chamado ‘Protocolo OpenGraph’. 


Basicamente, quando você compartilha qualquer conteúdo do site da sua empresa em uma rede social, como Facebook ou Instagram, tal rede social faz uso do tal ‘Protocolo OpenGraph’ para obter informações sobre o conteúdo publicado. Com mais informações, a rede social consegue oferecer uma experiência mais agradável e compatível com o conteúdo. O exemplo mais simples possível: compartilhamento de uma página do site da empresa. Confira a imagem:


Publicação de Link de Site Externo em Redes Sociais


Ao compartilhar uma imagem em sua página, feed ou publicação qualquer, serão buscadas informações como  ‘título’, ‘descrição’, ‘imagem’, ‘autor’, ‘idioma’, ‘tipo’... e todas essas informações (consideradas ‘metadados’, ou ‘dados sobre os dados’) serão utilizadas para formatar o conteúdo no ambiente da rede social. 


O Whatsapp também faz a mesma coisa, sabia? Ao enviar um link de um site para seu amigo, você já percebeu que ele mostra várias informações sobre a página? Veja:


Envio de Link via Whatsapp


Tipos diferentes de conteúdos recebem tratamento diferente: ao publicar o link de uma notícia, a rede social busca não apenas as informações acima, como também as datas de ‘publicação’, ‘alteração’, ‘expiração’, ‘categoria’, ‘palavras-chave’... ao publicar um link relacionado á uma música, a rede social tentará identificar o ‘título’, ‘duração’, ‘álbum’, ‘artista’... ao publicar um link relacionado á um livro, será buscado ‘título’, ‘autor’, ‘edição’, ‘editora’, ‘ISBN’, dentre outros detalhes. Existe uma infinidade de tipos de dados. 

Ao buscar estes metadados, as redes sociais procuram em seu site por ‘metatags’ específicas, que precisam estar presentes para que a comunicação através deste protocolo funcione efetivamente. Vide exemplo:


Exemplo de código-fonte contendo metatags OpenGraph


Desta forma, é imprescindível que seu site seja desenvolvido considerando a integração para com redes sociais. E mais: embora este protocolo seja utilizado majoritariamente pelas redes sociais, ele não está limitado á isso: existem vários casos em que seus clientes podem se beneficiar, recebendo uma experiência de navegação mais agradável. Vários navegadores, tanto desktop como mobile, interpretam as metatags OpenGraph para saber mais facilmente á que as páginas se referem, e alterar o formato de navegação. 


E aí, compartilhou o link do site no Facebook, e ficou feio? Sem informação, sem imagem? Quer que seu site seja pré-visualizado nas conversas do Whatsapp? Quer que seu site esteja preparado para o futuro? 

Contate a AgênciaNet. Aqui, todos os sites saem do forno desenvolvidos pensando não apenas na interação para com os seus visitantes, mas também com as redes sociais e mensageiros instantâneos!

Por Michel Isoton

ÚLTIMAS DO BLOG

Tudo o que você precisa saber sobre Marketing Digital e WEB, para fazer sua empresa prosperar no mundo digital!

Mudanças nas cobranças da AgênciaNet
Carregando...

Mudanças nas cobranças da AgênciaNet

Leia Mais
Sua empresa não precisa estar em todas as redes sociais
Carregando...

Sua empresa não precisa estar em todas as redes sociais

Leia Mais
LinkedIn: A rede profissional
Carregando...

LinkedIn: A rede profissional

Leia Mais
Voltar ao Topo